“Gestão da Integridade”: palestrante chama a atenção para a necessidade de humanização das empresas

Representantes dos poderes Legislativo e Executivo participaram do evento, voltado para o despertar da autorrealização para uma boa gestão no trabalho.

Jaboticabal recebeu na noite dessa quinta-feira (06/06) a palestra “Gestão da Integridade”, ministrada pelo idealizador do Movimento Abraçar no país, Prof. Carlos Sebastião Andriani, PHD em Gestão e especialista em organização e desenvolvimento dos recursos humanos.

Realizado no Centro de Convenções da FCAV/UNESP, o evento contou com a participação de empresários, servidores públicos da área de educação municipal responsáveis pela gestão de unidades escolares, secretários municipais, e do presidente da Comissão de Ética da Câmara Municipal de Jaboticabal, representando a Casa de Leis, o vereador Dr. Edu Fenerich (PPS).

Andriani abordou questões de autoconhecimento e a importância do resgate da essência humana para a formação integral do ser humano pleno e cooperativo, e a necessidade de se humanizar as empresas, sejam elas públicas ou privadas. “Humanizar a empresa significa criar ambiente de autorrealização, e, com isso, buscar criatividade. O ser humano só se realiza com criatividade. Nenhum ser humano se realiza repetindo rotina de trabalho. Ele não põe nada de si no trabalho, só faz o que o chefe mandou. É automatismo, eu não uso a cabeça, não há possibilidade de criatividade. Se os valores da empresa apoiam os valores humanos, que é da natureza humana, chega-se a uma política ética. E a política ética vai influenciar a modelagem de gestão e estilo de liderança”, pontuou.


Representantes de poderes públicos, empresários e gestores participam do evento.

Ainda de acordo com o palestrante, a criatividade está diretamente ligada à autorrealização, e é fundamental vincular a empresa com a realização plena da pessoa no trabalho. “A inovação virou a arma da empresa. Só que inovação e melhoria vêm de criatividade. E o maior nível de criatividade que o ser humano tem, está no nível de autorrealização, que é o conhecimento de si mesmo, que a pessoa expresse plenamente o seu potencial dentro da organização. E aí a gente já começa a ter problema de integridade. Onde temos empresa autocrática, nós não temos liderança com integridade, ela vai matar a capacidade de autorrealização das pessoas, que trabalhar na organização. Temos que avançar nisso”, opinou Andriani.



Segundo ele, cinco arquétipos estão presentes em todos os seres humanos, ou seja, são valores inatos e não são aprendidos, não tem vínculo na cultura: amor, paz, verdade, ação correta e não violência. “Nós precisamos aprender a expressar esses valores. Hoje tem professores trabalhando na pedagogia ligada aos valores humanos aqui em Jaboticabal, e ouvi vários relatos de professores a transformação que já se deu nos familiares com valores humanos. Quanto às empresas, também é importante observar que as pessoas consomem hoje baseado em valores, e não somente pela necessidade. E são os mesmos valores que estão na educação infantil, os mesmos valores que vão contribuir para autorrealização. Os valores humanos devem influenciar a política da empresa”, relatou durante a palestra.


“As pessoas acreditam que você está autorrealizada quando tem uma casa boa, tem um bom salário, bom emprego. Não! Isso é autoestima" - diz Andriani.

Para o estudioso, diferenciar autoestima da autorrealização também é um passo importante. “As pessoas acreditam que você está autorrealizada quando tem uma casa boa, tem um bom salário, bom emprego. Não! Isso é autoestima, não autorrealização. Se as pessoas não entendem o que é autorrealização, como é que ela vai dar um passo a mais na sua vida?! Isso está ligado à própria educação. Você só realiza no outro. Quando você pensa o bem da sociedade, o bem da esposa, do filho, dos seus funcionários, você está se autorrealizando. Mas quando eu penso só no meu poder, no meu crescimento, em detrimento, sem se preocupar com que o eu gero em cima dos outros, eu estou no nível egóico, da autoestima e do poder do status. O problema é que a pessoa que vive dessa forma, vive estressada, angustiada, e isso não é bom para o ser humano, porque isso acaba gerando sérios problemas orgânicos, você somatiza isso. O câncer inclusive é uma das resposta da natureza à pessoa desalinhada a sua própria natureza”, discorreu Andriani.

Para o vereador Dr. Edu Fenerich, que acompanhou a palestra, falar sobre valores humanos e, acima de tudo, praticá-los, são atos diariamente necessários desde a infância até a fase adulta. “Uma alegria receber o professor Carlos Andriani aqui em Jaboticabal uma vez mais, ele que é o idealizador do projeto Abraçar, e que nós tivemos a alegria e a felicidade ímpar de ter contribuído para a implantação aqui na nossa rede escolar municipal. E hoje falar sobre a integridade, sobre os valores humanos, especialmente a ética, a formação do caráter... discutir o instinto, que às vezes prevalece em cima dos valores, e que a gente deve fazer justamente o contrário. Ao final, alegria maior dele ter testemunhado, em reunião com nossos educadores, em menos de dois meses da implantação do projeto, qual já foi o resultado disso, no upgrade da formação do caráter das nossas crianças, repercutindo nas casas, na família, e claro, a alegria nos contagiou também”, finalizou Fenerich.

VISITA AO LEGISLATIVO – Na quinta-feira à tarde, o palestrante fez uma visita de cortesia à Câmara Municipal de Jaboticabal e foi recepcionado pelo presidente da Casa, Pretto Miranda Cabeleireiro, e o vereador Dr. Edu Fenerich, que relembraram a recente implantação do Movimento Abraçar no município e falaram da importância do projeto para a formação das crianças jaboticabalenses.

Assista o resumo do evento:


Ana Paula Junqueira
Assessoria de Comunicação
(16) 3209-9478